sexta-feira, 1 de junho de 2012

Mais um cidadão do mundo inteiro

Na ida e na volta – simples – dos passos desta avenida, cinza é o que pode contornar as veias de batimentos e colapsos cardíacos. Aquilo que mente ataca nas esquinas com beijos sobrados em filetes nicóticos já expirados na espera das palavras. O cheiro cinza também aguarda o palhaço que tinta chorará.
Por cá ocorreram muitos milagres. Um deles é o abraço entre as formigas, embora despedida seja assim que pisoteadas! O encargo é um peso sem culpa do primitivo hommo e sapiente. Provamos que somos frutos madurados e caídos que este asfalto nos rola cá e lá na sua infanta ordem de sobrevivência.
Jubilado e aprendiz de idades... A mulher com boneca andando para trás enquanto a filha a ensina a fazer filhos! 
Mais um neste inteiro mundo incauto que Toquinho fracionaria em aquarelas notas d’um piano são e salvo. Algumas janotices fanfarronas que viram poesias de perversas buzinas ainda almejam ascender-se às maquiladas expressões escarnecidas do personagem dito anteriormente. Qual deles?