Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Terra próxima geração, redoma!

É o que vemos: um cemitério prenhe; a digestiva gente reclamada à saudade. Tal discussão que brindáramos bastou à redoma do céu, este globo somente em nossos olhos. Constrói a cera cá em terra o sentimento de menino ajoelhado – veja as penas aladas surgidas do dorso ereto em gesso – mas perca-se na cinza aberta que vê. Vestiu a pressa com educada serventia: uma pessoa de qualquer bondade nos planos de si. – Acoberta de tempo este presságio. – Ordena o cemitério prenhe e sensível. Este necessita o terreno para gerar os destinos nunca vistos e receados. Perigoso nascimento caso cresça a infanta intuição prevista nos sermões. Aqui se concebe e se enterra. A ideia é apenas uma permissão da vida para se chegar a um proveito de criança; tal visa à montagem da própria casa sem saber que embora nascido esteja em geração... Formosura repartida por gêneros para confessar a mise-en-abyme da extinção. O porquê está nos filhos que roubam pouco a pouco sua beleza. Vagarosa pele voltando ao amontoa…

O segredo da Lagoa da Pedra

A senhora cá presente acumulava promessas corpóreas de era uma vez. Ouviu quem não a esqueceu na submersa camuflagem argilosa; mas, quem sabe, tentou escrever a incolor estada dos córregos. Boa lábia desta que soube contorcer consequências nas sombras. Ria frente à crença da propina num futuro ansiado por sobrevivência. A senhora cá presente contornou manualmente as linhas, os encarnados montes, e apontou os esbranquiçados caminhos pelos quais traduziriam a caricatura de um mapa corrigível. A experiência foi digerida pelo passado já confirmado e escutado pela apatia – a parte secreta que viveria opõe-se com o monólogo evasivo de luz. A senhora cá presente é toda gota! Desde os ralos expurgos que carregam a fadiga dos vermes aos escorregadios ascos encontrados em sua boca. As mãos desta senhora não teme esconder os tremores... Muito demonstra os pavores ao arrastar seu povo deglutido... Você soube daquele mergulho na pedra? Foi um castigo de mãe, apenas de mãe, no canto-mundo entre as…

O cortejo da boa

Resta paciente a atitude que se desfaz. A inocência aveluda o tecido feito de cascas de pêssegos amarelos: tem-se o resguardo da terra inunda de festejo para o arranque nestas mãos engraxadas de terça-feira. A beleza supôs que o prato servido concluir-se-ia no mesmo destino; e visou o poço das mesclas profundas de compaixões. O afago fechou a saleta, em jejum. Permitiu apenas o descanso da anedota anã após o exaustivo esforço para alcançar o acento. O banquete foi a rotina da inocência, que roliça, tornou-se obra de arte n’alguma madeira com modos... Pintaram-na de amarela hepatálgica, feitas as nuances breves para adocicar os deslizes. Valorado pecado das tintas no dorso pecaminoso da Babilônia. Sob a penúria do risco, a tela honra os manjares para pensamentos adornados. A corda se solta do pião medroso deixando-o cair inocentemente sobre algo hipnoticamente duro; disto se foram as sobras descritas no novo. - Com a cruz finalizada nos lábios, as beatas se afastam correndo pela lade…

Não dizer culpa

A estratosfera não abandona sua leitura, nem o encanto do solo de Demétrio perderá os pés que em si cansam. As correntes não mais possuem o frio toque; visto o sangue pulsado que as acolhe no manto de pele, como a mãe e a saudade... Quem fere agora?! – Culpou somente a algidez do rio até a outra margem. Com força de palavras faz-se a celeuma d’algum dístico agelasto. Ao menos [mal] esta espera expressão levantou a casca entre os dentes. Paginou a brancura da ideia, embora importante seja a infinita interpretação, a semelhança dirá sim à hipocrisia sorrida. Tudo é além do visível antes de ser realizado; distante o objetivo de não dizer o final culpável inferido na consciência recusante da seriedade. A constante autoprojeção revelada na sua limpeza... Acalma, pois, a equívoca hermenêutica fantasiada pela língua. Sem estranhamento ao entender o que não havia: um acúmulo de interioridades agredidas. Ouve-se a menção invertendo o bom x belo platônico permitindo diversas encenações além da…