sexta-feira, 13 de junho de 2014

Solaris

O peito exclama o pensamento. Um subterfúgio estreito a ser corpo móvel nos resíduos estáveis a colher... Não são gotas d'orvalho as paisagens funestas, tampouco um riso apatetado à deriva de qualquer mendigo.
Beatifica o senso no que é defeso à moléstia. Firmou a esquelética casa jovem sobre a traspassada imagem futura, golpeou-a; e seu ataque bufo lhe é parental, sem entrelace chicaneiro... Uma rabularia profetizada nos autos conhecidos do ideal. Prévio acaso nos diálogos imersos d'um homem, a cidade se encarna na sua semelhança rítmica, desde que laboroso...
Acolá das flores, o drama conta os passos do duelo lido entre as absolutas modelagens honestas. Apesar de misérias, muito se alastra a loa incrível da tristeza anosa e inspirada que avistou a estrela através da própria hora... Impiedosa comoção a represar a interpretada inocência. Em bichos nossos, couro cresce e eles marcam. Deslocam, à ferro, elementos e exploram futuristas em nosso foro íntimo.
Tanto imerso e sugestivo, a lavoura é de generosa descrição úmida... Identidade processual da espécime entre-guerras possibilidades materiais: bela captura clássica aos passos do ídolo.