sexta-feira, 18 de julho de 2014

Assim porque és tu...

"Minha imaginação: livros". Por Isadora, minha aluna.

E o que escolhes, filha? O abraço do mundo, eu sei. Tão pequenino corpo descobridor dos mares musicais e táteis de juventude, esta juventude que ouves ao descolar as páginas de qualquer novidade lida... Ah, filha, a hora que tu queres! Linda contigo é a diferença! É o som, é a pedra, é a descrição culpada de bondosa apresentação envolta aos teus recentes curvados anseios de moçoila...
Novo olor como o garoto a que te apegas, filha! Ainda usarás muitos que te variarão na tua própria obra; mas a graça de não ser sincera nas confusões tu comemoras na passagem vária de geração. Viagem esta com portas de personagens encontrados em tua sala de visitas (ou em teu divã)... Com gosto pretendes abri-las. Quão lisonjeira a tua oportunidade!
De menina-tu é feita a persuasão querida por todos. Pensavas em entrar e apelando com alegoria vinha o título da curiosidade. A capacidade da hora tem a chance da inteira exploração de tua e criada imagem. Gostas e tudo se difere... Invade o acalento dos pivôs a te confundirem... – Habilite o mundo! – Ordeno-te, filha.