Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2018

Protagonistas

As duas com os olhos fechados, mas ouvidos receptivos notaram que a chuva é a metáfora da salva de palmas. Notaram-na com a imagem audível do sucesso. A chuva as aplaudia no silêncio dos olhos na gratidão do abraço. O céu inteiro era seu público que clamava por intenção, desejo e realização. A chuva lhes derramava palmas sobre a cena. Um palco terráqueo cujas projeções são duas entre as multifórmicas posições no leito. Quando as nuvens carregam consigo o recolhimento álgido das premissas, a exigência é que recomecemos o que se precisa encantando o firmamento. Se elas estão felizes, agradam a origem frutífera e da enegrecida beleza do ambiente que abre as cortinas desta obra denominada nós, o céu, o meio, as partes. Aquietar, ouvir palmas de chuva na hipérbole onírica displicente de qualquer poesia curvada ao ritmo, ratificar o que de tristeza aos néscios ela significa, mas que traz aos sábios o que ela inspira. Seja texto. Seja sexo. O descanso entre elas tem sua história no berço estela…

Significante e significados

"ajo com sensibilidade da esquerda e a razão da direita" - disse a idiota. A idiota para a qual O inimigo do Povo rir-se-ia dela que lá sobre o muro, o centro do mundo com demagogia unificada, a ruir-se no sorriso prolixo de mandíbula oprimida. A idiota para a qual Dostoiévski desferiria um tapa em sua cara por preguiceira de mudar o sexo do seu livro. A idiota no sentido exato do substantivo no sentido grego de significado. A idiota de doida. A idiota que louva o capitalismo nas personagens prostituíveis de marca Madame Clessi. A idiota elogiada por Erasmo e rida pelos sábios. A idiota pedinte dos Miseráveis. A idiota para a qual La Boétie comentaria: ave, a "frilance" que se acha empreiteira. A idiota - invejosa porque nunca foi aprovada em um concurso público - a qual Dante soltaria um: aham, senta lá, Cláudia - com toda postura epopeica da poesia endemoniada. A idiota que Caetano encaixaria no verso "somos uns boçais". A idiota, não perca, no cinema-…